Bacula >

Bacula: instalação, configuração básica e mapeamento de unidades iSCSI

Bacula é uma ferramenta de backup de código aberto completa com recurso de cópia, gerenciamento e restauração de dados em caso de desastres. Ele apresenta funcionalidades avanças e figura entre as soluções de backup mais utilizadas no mundo.

Cenário

Neste cenário trabalharemos com um servidor DELL PE 2950 dotado de uma controladora SCSI conectada a um robô de fitas Power Vault 124T, também da DELL. Além disso, nesse servidor estará rodando o próprio Bacula(Director) e nele será mapeado um storage remoto (FreeNAS) utilizando o protocolo iSCSI. Será utilizada a plataforma Linux no servidor.

Compilando o Bacula (DIRECTOR)

Para baixar a versão estável atual do Bacula execute o seguinte comando:

wget -qO- http://www.bacula.com.br/atual | tar -xzvf – -C /usr/src

Instalando dependências no servidor Debian 8.8 optando por banco Mysql:

apt-get install -y build-essential libreadline6-dev zlib1g-dev liblzo2-dev mt-st mtx postfix libacl1-dev libssl-dev libmysql++-dev mysql-server

Personalizando as configurações do Bacula para posterior compilação:

./configure –with-readline=/usr/include/readline –disable-conio –bindir=/usr/bin –sbindir=/usr/sbin –with-scriptdir=/etc/bacula/scripts –with-working-dir=/var/lib/bacula –with-logdir=/var/log –enable-smartalloc –with-mysql –with-archivedir=/mnt/backup –with-job-email=bacula@sertao.ifrs.edu.br –with-hostname=bacula.sertao.ifrs.edu.br

Compilando de modo otimizado

make -j8 && make install && make install-autostart

Criando e populando o banco de dados através dos scripts prontos:

# Debian / Ubuntu:
chmod o+rx /etc/bacula/scripts/*
/etc/bacula/scripts/create_bacula_database -u root -p && \
/etc/bacula/scripts/make_bacula_tables -u root -p && \
/etc/bacula/scripts/grant_bacula_privileges -u root -p

Iniciando os serviços pela primeira vez:

/etc/init.d/bacula-fd start && /etc/init.d/bacula-sd start && /etc/init.d/bacula-dir start

Arquivos e Diretórios do Bacula

Os arquivos de configuração do Bacula ficam por padrão gravados na pasta /etc/bacula. São eles:

bacula-sd

bacula-fd

bacula-dir

bconsole

Alguns diretórios importantes:

/var/lib/bacula é o diretório de trabalho (WorkingDirectory)

/usr/lib é o diretório de plugins

/etc/bacula/scripts contém dos scripts do bacula.

 

Troubleshooting

Na migração de Centos para Debian o Backup do Catálogo dá erro: ERR=Conexão recusada

Devemos ajustar os arquivos de configuração (dir, fd e sd) para refletir as características de cada SO. No Debian a pasta de plugins é /var/lib,  WorkingDirectory = “/var/lib/bacula”, Write Bootstrap = “/var/lib/bacula/%c.bsr”, RunBeforeJob = “/etc/bacula/scripts/make_catalog_backup.pl MyCatalog”, Changer Command = “/etc/bacula/scripts/mtx-changer %c %o %S %a %d”.

A dica é comparar os arquivos antigos com os novos (.new).

 

 

Publicado em 23/06/2017, em Bacula.